Fotos de 2017

5.1.18


2017 foi um ano muito complicado para mim, não consegui produzir o tanto que queria, praticamente abandonei o blog e suspendi vários livros meus, quase não gravei vídeos e deixei de fazer uma coisa que eu sempre fiz: tirar fotos.

Lembro que sempre em épocas mais complicadas, quando eu não podia fazer posts mais complexos, sempre havia o post “tapa buraco” que eram as fotos mensais. Quase como um aviso que eu sempre estaria por aqui, mas cheguei a um ponto que tirar foto já não me animava, que não fazia sentido. Pensava que não tinha um objetivo e que não valia à pena. Então parei de buscar, parei de olhar para as pequenas coisas e ver a beleza nelas, parei de olhar para o céu e buscar as cores que tanto me impressionavam.

E eu não queria ser essa pessoa, o tipo de pessoa que vive sem cores, que vive no automático, que nunca produz nada por simples prazer, o tipo de pessoa que não pode parar nem quinze minutos para procurar por algo lindo por aí. Eu nunca fui essa pessoa.

Desde que eu me entendo por gente, a fotografia estava ali. Nos mini photoshoots que fazia minha tia, nas fotos que eu tirava dos cachorros e dos meus brinquedos, fotos da minha hamster de roupinha. Eu não queria, não podia, deixar essa parte de mim morrer.

Na passagem de 2016 para 2017 comentei com uma amiga que já não tinha mais vontade de tirar fotos e ela se assustou soltando um “mas você SEMPRE tira fotos, é a menina das fotos”. E hoje eu vejo que é verdade, isso já faz parte de mim e eu não posso simplesmente abandonar tudo isso, porque eu sei que me faz muito mal quando paro de fazer aquilo que gosto.


O meu ânimo de 2018 está muito melhor que o de 2017, e por isso compilei as poucas fotinhos que tirei no segundo semestre do ano passado nesse post! Quero que em 2018 eu seja mais eu, com muitas fotos, livros, vídeos, projetos e tudo o que eu mais gosto. Quero renascer das cinzas!






















Beijos e queijos, e um feliz 2018!

  • Share:

Posts Relacionados

0 comentários